Rosana Souza

Rosana Souza
Asas da Liberdade

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

OFERTÓRIO




Quisera eu ser a dona da partilha
de teus momentos e de teus sonhos.
Quisera eu, ser a tua inspirão, tua amada.
Ser a mão que levarias junto a tua a passear.
Navegar emoções,
ver-me refletida na luz do teu olhar,
apaixonado e tímido.

Quisera eu ser o teu sonho de valsa,
que desenrolado vai parar na tua boca.
Meu beijo,
quisera todos fossem teus...
Te beijar na rua, na chuva, no cinema.
No museu,
deixamos o nosso passado...

Quisera eu ter o teu ombro ao luar
e nele descansar minha cabeça louca,
que viaja sozinha dentro da noite
a tua procura e sonhando te encontra...
Eu e Você, que loucura!
Juntos, nós dois dentro da noite.
Dorme meu corpo ao lado do teu
pensamento que me faz presente
nas madrugas azuis...

Assim é o meu, o teu e nosso mundo.
Que importa os outros, se importam-se,
Não importa! Quem se importa,
se somos felizes ou se desejamos ser...
Quisera eu ser a amada
No ofertório da tua vida,
NOSSO AMOR....

Rosana Souza

8 comentários:

  1. Minha querida amiga
    Um grito de amor no teu poema, adorei.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  2. Nossa...que lindo!
    Parabéns!
    Beijos ebom final de semana

    ResponderExcluir
  3. A mulher formosa é um livro que tem uma página apenas e que se lê num golpe de vista. A mulher formosa e boa é um livro que consta de tantas páginas, que a vida inteira não basta para o folhear, nem o coração para sentir as emoções que produz .
    Obrigado minha querida pela partilha desta preciosidade.

    Xicoração.

    ResponderExcluir
  4. Que bonito seu poema. Vc escreve mto bem.

    Uma linda mensagem de amor.
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Romantico e lindo! Ser amada e amar é o que realmente importa.Esse é o poder real. O amor que movimenta tudo no caminho do bem,que faz as pessoas felizes. Adorei! Montão de bjs e abraços

    ResponderExcluir
  6. Olá querida RO.

    Quisera eu ser teu sonho,
    a tua valsa,
    a canção do vento,
    o teu fado tropical,
    o ritmo do teu tempo.
    Quisera eu ser teu beijo,
    o teu momento.

    Esta mulher cada vez está melhor. Quando mais escreve, mais bonitos ficam as suas "canções". Adorei.
    Meu beijo e meu carinho
    Victor Gil

    ResponderExcluir
  7. Teus poemas são maravilhosos e eu revejo-me neles em cada ponto em cada virgula, assim é pois a poesia sendo tua é de todos, cada um a sente de sua maneira, e eu sinto muito a sua .achando-a linda. bj

    ResponderExcluir
  8. Minha poetinha quisera eu ser este poema, ou ser apenas o sonho de alguém, como eu sonho ter...toda tua poesia me deixa em xeque, redescubro setimentos, aflições e alegrias que existem dentro de mim e até ler teus poemas, não conseguia explicar...agora consigo.
    ps. Grande abraço.

    ResponderExcluir